RC A Voz do Povo 87,9

SAÚDE

Chapecó cria a primeira residência médica em Medicina da Família e Comunidade de SC

Chapecó cria a primeira residência médica em Medicina da Família e Comunidade de SC

Chapecó cria a primeira residência médica em Medicina da Família e Comunidade de SC
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Acordo de cooperação entre a Unimed Chapecó, a Unochapecó e a Prefeitura de Coronel Freitas permitiu a instalação do primeiro programa de residência médica em Medicina da Família e Comunidade – no setor privado de saúde – em Santa Catarina.

O acordo foi assinado nesta quinta-feira (3) na sede da cooperativa de trabalho médico, em Chapecó, em ato que reuniu dirigentes das três instituições. Participaram da solenidade o Dr. Juliano Brustolin (coordenador médico do Unimed Personal, presidente da Comissão de Residência Médica e médico da família); o Dr. Waldir Savi Júnior (presidente em exercício da Unimed Chapecó, diretor de Plano de Saúde e médico gastroenterologista); o Dr. Rovani José Rinaldi Camargo (diretor de Marketing, Relacionamento e Sustentabilidade e cirurgião torácico), Fabiele Farina (coordenadora do Unimed Personal e do Espaço Viver Bem), Dra. Ângela Brustolin (médica residente), Delir Cassaro (prefeito de Coronel Freitas), Henrique Favaretto (vice-prefeito), Elisângela da Silva (secretária municipal de saúde); professor Cláudio Jacoski (reitor da Unochapecó), professora Silvana Muraro Wildner (vice-reitora e pró-reitora de graduação) e professora Karen Andrigue (secretária da Comissão de Residência Médica Unimed).

A residência médica inicia neste mês de março e terá duração de dois anos, permitindo que o médico residente faça treinamento em serviço e cumpra uma extensa carga horária em vários locais.

A maior parte do treinamento consistirá em atendimento ambulatorial em atenção primária no serviço da Unimed Chapecó. As demais etapas da residência ocorrerão em áreas de atendimento ambulatorial secundário, terciário, área hospitalar no pronto atendimento, UTI, internação, cirurgia geral e pequenos procedimentos cirúrgicos. Também inclui ginecologia e obstetrícia, pediatria e saúde pública no município de Coronel Freitas.

A conclusão dessa residência médica qualificará e habilitara o profissional a exercer a especialidade médica em Medicina de Família e Comunidade.

 A Comissão de Residência Médica autorizou uma vaga para o Hospital Unimed Chapecó, porém com possibilidade de ampliação. O programa foi liberado de forma provisória, como é habitual em todos os novos programas de residência, mas deve tornar-se permanente, pois o objetivo da Unimed Chapecó é formar profissionais com perfil específico para trabalhar nos serviços próprios da atenção primária do hospital.

A primeira médica residente foi selecionada através de prova escrita elaborada pela Unochapecó e entrevista com avaliação de currículo. Entretanto, a partir da próxima seleção será utilizada a prova da AMRIGS (Associação Médica do Rio Grande do Sul), instituição com larga experiência em elaboração de provas para residências em todo o País.

O coordenador e supervisor geral será o Dr. Juliano Brustolin, coordenador médico do serviço de atenção personalizada da Unimed Chapecó. Também participarão os demais médicos de família, além daqueles que atuam nos diferentes setores pelos quais o residente passará ao longo dos dois anos de formação.

O programa de residência médica em Medicina da Família já tem aprovação do MEC e da Comissão Nacional de Residência Médica (COREME). O processo para criação do programa iniciou em 2019, passando por várias etapas com objetivo de cumprir todas as exigências do MEC e da COREME, sendo liberada oficialmente com aprovação final no último mês de janeiro.

As atribuições das três instituições envolvidas – Unimed Chapecó, Unochapecó e Prefeitura de Coronel Freitas – foram claramente estabelecidas no acordo. A Unimed Chapecó é a responsável pelo programa, sendo a sede da secretaria e da comissão de residência médica  do programa. Essa iniciativa faz da Unimed Chapecó pioneira no sul do País na criação de residência médica e  segunda no Brasil em instalar um programa de residência em Medicina da Família e Comunidade. A Unimed também pagará a bolsa de residência, conforme valor definido pelo MEC.

A Unochapecó apoiou desde o início na elaboração do projeto, pois detém expertise acadêmica. A universidade fornecerá espaços para estágios, como a Clínica Integrada  dos cursos da saúde, onde o residente fará ambulatórios de atenção secundária e terá acesso à biblioteca e outros espaços necessários à formação acadêmica. Assim, será possível atender a carga horária específica para atividades teóricas e de estudo.

            A professora Karen Andrigue, secretaria da Comissão de Residência Médica, declarou que “para a Unochapecó, fazer parte da primeira residência própria do oeste de Santa Catarina voltada para a saúde da família e comunidade, reforça a sua missão que é trabalhar para o desenvolvimento da região, impactando a comunidade no nosso entorno”. Para a docente, a residência representa um novo espaço de inserção e campo de prática para os egressos da Universidade. “Isso também proporcionará uma troca na integração do ensino/serviço, já que o residente vai ter campo de estágio dentro das nossas clínicas e ambulatórios e vai ter contato com o nosso internato e estudantes que fazem parte das práticas do curso de medicina”, assinalou.

A residência médica em Medicina da Família exige que 30% do programa sejam cumpridos em serviços de atenção primária no setor público. Essa etapa da formação será desenvolvida no município de Coronel Freitas, partícipe do projeto que contribuiu decisivamente para a aprovação da residência médica.

FONTE/CRÉDITOS: MB Comunicação
Comentários:

Veja também