Agora

A VOZ DO BRASIL

19:00 - 20:00

Notícia

Entenda como o frio pode agravar a pandemia em SC

Entenda como o frio pode agravar a pandemia em SC
Entenda como o frio pode agravar a pandemia em SC

Com os hospitais cheios e a queda na temperatura, especialistas e autoridades de SC temem aumento de doenças respiratórias e casos de Covid-19

chegada do frio do inverno em Santa Catarina preocupa especialistas e o poder público. O cenário propícia o aumento de doenças respiratórias e a disseminação da Covid-19, em um momento em que a pandemia lotou hospitais e a infecção exige mais tempo de internação.

É uma situação nova na pandemia. No mesmo período de 2020, ainda iniciava a primeira onda de transmissão. Agora o vírus está mais letal e o Estado já conta com cerca de 20 mil casos ativos, segundo o boletim epidemiológico desta quarta-feira (21).

“Com o aumento no inverno, podemos ter a pior onda da Covid-19”, afirmou nesta terça-feira (20) Eduardo Macário, superintendente de Vigilância em Saúde do Estado. Além da queda de casos, é necessário diminuir a pressão nos hospitais.

Há outros aspectos que diferem o cenário deste ano, segundo Fabiana Schuelter Trevisol, professora e epidemiologista da Unisul (Universidade do Sul de Santa Catarina). Dentre eles, a maior flexibilização das medidas e o maior descuidado da população.

Por que o frio impulsiona transmissão?

Há três motivos que explicam aumento de casos: as pessoas ficam mais em ambientes fechados, as células de defesa circulam mais lentamente e o vírus tem mais facilidade em aderir ao corpo. “As janelas ficam mais fechadas para manter o calor, e o ar não é renovado”, alerta Trevisol. É necessário ter preocupação redobrada com o arejamento dos ambientes.

As outras duas mudanças ocorrem no nosso organismo: no frio, ocorre o fenômeno da “vasoconstrição” – quando os vasos sanguíneos se contraem, para evitar a perda de calor. O sangue desacelera, dificultando que células de defesa cheguem rapidamente e combatam os vírus. Uma das formas de contornar é mantendo nosso corpo aquecido.

Outra consequência do frio é a produção do muco – a secreção que saí do nariz. O que ajuda a manter o corpo quente é também uma porta de entrada para o vírus, que consegue “grudar” mais facilmente no nosso corpo.

Hospitais lotados e gripe

O frio também aumenta os casos de gripe, que tem sintomas semelhantes que a Covid-19. Apesar de não proteger contra o coronavírus, a vacinação contra a influenza é recomendada para evitar o adoecimento.”Estas doenças também requerem internação”, ressalta Trevisol.

Santa Catarina teve uma queda no número de casos ativos de Covid-19, que reduziram 26% nas duas últimas semanas, segundo o último mapa de risco, divulgado no sábado (17). Mas os hospitais seguem lotados – 80 pacientes aguardavam leito de UTI nesta quarta-feira (21), número que caiu 79% em um mês.

“Por mais que os casos e as internações caiam, as pessoas estão ficando mais tempo em UTI”, segundo Trevisol. Se nos primeiros meses de pandemia os pacientes ficavam, em média, 21 dias internados, hoje a média saltou para 30. Dentre os motivos está a maior gravidade das infecções causadas pela novas cepas.

Queda precisa ser mantida

O superintendente afirma que Santa Catarina já enfrentou três ondas de Covid-19. A primeira ocorreu entre os meses de maio e julho de 2020, quando começou o inverno, enquanto a segunda ocorreu entre os meses de novembro e dezembro.

De acordo com Macário, a atual onda começou em março, sendo a mais grave. Apesar da tendência de queda, ele não descarta um possível prolongamento. “Se tiver aumento brusco na próxima semana, pode ser fatal para o sistema” afirma o superintendente.

Além dos cuidados já citados, é necessário que o Estado avance com mais força na vacinação. “Teríamos que ter pelo menos 65% da população vacinada para começar a controlar a Covid-19”, conforme Trevisol. Até esta quarta-feira (21), 899,5 mil catarinense receberam a primeira dose da vacina. Destes, pouco mais de 377 mil receberam a segunda.

 

Fonte(s): ndmais

Comentários

Últimas notícias

16 Jun
GERAL
Conta de luz deve subir com reajuste da bandeira vermelha, diz Aneel

Conta de luz deve subir com reajuste da bandeira vermelha, diz Aneel

16 Jun
GERAL
PL que autoriza laboratório veterinário a produzir vacina para Covid

Câmara dos Deputados aprova PL que autoriza laboratório veterinário a produzir vacina para Covid

16 Jun
GERAL
Estudo mostra uso da terra para agricultura no Cerrado

Estudo mostra uso da terra para agricultura no Cerrado

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar o acesso, você concorda com nossa Política de Privacidade. Para mais informações clique aqui.